Últimos posts

PUBLICIDADE


A origem do tricô é no Egito antigo, onde o entrelaçamento era feito com a ajuda de ossos ou madeira, esta prática era destinada tanto para roupas funcionais quanto para roupas decorativas, ocorrendo em regiões de lã abundante. A partir do Séc. XIX se passou a usar as chamadas máquinas de tricô. Durante as duas grandes guerras mundiais, as mulheres tricotavam peças para os soldados, como o gorro chamado balaclav que se tornou moda. Mas foi no final dos anos 60 que o tricô se popularizou definitivamente no mercado da moda, ocorrendo nos anos 70 um retorno ao tricô artesanal que permanece até hoje.
O tricô é uma técnica para entrelaçar o fio (de lã ou não) de forma organizada, criando-se assim um pano que, por suas características de textura e elasticidade, é chamado de malha de tricô ou simplesmente tricô.
Pode ser feito manualmente com duas agulhas, ou só com uma que, além de propiciar o entrelaçamento do fio (criando cada ponto), abrigam a malha de tricô já tecida. Os belgas levaram a técnica aos ingleses, onde as mulheres a desenvolveram para produzir meias e cachecóis que protegessem seus maridos e filhos no inverno. Usavam fios de lã pura que elas mesmas produziam. Por isso até hoje o tricô está relacionado ao inverno, porém, com o auxílio da tecnologia ele foi reinventado, sendo levado também para as malhas de verão através de fios leves e apropriados.
O tricô pode também ser feito através de máquinas próprias chamadas de máquinas de tricô, o que também resulta num pano muito semelhante à malha manualmente tecida.
No Brasil, as principais cidades no desenvolvimento de Tricô são:
Socorro - localizada à 132 Km de São Paulo - www.estanciadesocorro.com.br
Monte Sião - Localizada no Sul de Minas, próximo a Águas de Lindoia - www.montesião.com.br
Jacutinga - Também em Minas Gerais.

0
Comentários
Compartilhe com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *